SÁBADOS NO INSTITUTO DA PSICANÁLISE LACANIANA - 2008


Cursos da Psicanálise


Curso 2: sábado, 17 de maio
de 2008

O que é a Primeira Clínica de Jacques Lacan?

Distinguem-se, no percurso de Jacques Lacan, duas clínicas com fundamentos, formalizações, manejos e orientações diferentes e que estabelecem, entre si, relações complexas.

A primeira clínica, do início de seu ensino, é um ‘retorno a Freud’ e às estruturas freudianas. Pode ser caracterizada como uma clínica estrutural, do sujeito, das modalidades do desejo, edípica, do Outro, sob a primazia do simbólico. As estruturas clínicas – neurose, psicose e perversão – se ordenam em torno da metáfora paterna e o analista opera, na transferência, a partir do Sujeito Suposto Saber (SSS).

A segunda clínica, do último ensino de Lacan, aponta ‘para-além de Freud’, para uma superação da teoria freudiana. Pode ser caracterizada como uma clínica borromeana, do parlêtre, do gozo, além do Édipo, em que o ‘Outro não existe’, que privilegia a experiência e o encontro com o real. Na clínica, verificam-se as variadas modalidades de enlace dos registros - simbólico, imaginário e real - e o analista opera, na transferência, como objeto a.

O propósito do curso é examinar as principais referências que definem a ‘primeira clínica’ de J. Lacan, interrogar suas relações com a ‘segunda clínica’, explorar seu alcance, vigência e impasses.

Aulas

9h00 As duas clínicas de J. Lacan
As periodizações do percurso de Lacan. Sincronia e diacronia da clínica. O que quer dizer ‘duas clínicas’? Classificações e formalizações. Mudanças de paradigmas. Dois algoritmos. Lacan com e contra Lacan. Entradas em análise. O estatuto do sintoma. O lugar do analista. Direções do tratamento. Finais de análise.
Jorge Forbes


9h45
Uma clínica estrutural
A noção de estrutura. Estruturas elementares de parentesco. Lingüística estrutural. O inconsciente estruturado como uma linguagem. As formações do inconsciente. O que têm em comum o sonho, o ato falho, o chiste e o sintoma? Fenômeno e estrutura. O sintoma decifrável. As estruturas clínicas.

Alain Mouzat

11h00 Uma clínica edípica
Édipo-Rei. O Édipo freudiano. O complexo de Édipo é um complexo nuclear. Do Édipo freudiano ao Édipo lacaniano. Complexo de Édipo e complexo de castração. Os tempos do Édipo. Ser ou ter o falo. A sexuação. Metáfora paterna e Nome do Pai. Bejahung e Verwerfung do Nome do Pai.
Maria Helena B.Bogochvol



11h45 Uma clínica do sujeito e do desejo
Um significante representa o sujeito para um outro significante. O sujeito e o eu. O sujeito dividido e o sujeito do inconsciente. A dialética do desejo. O grafo do desejo. O desejo é o desejo do Outro. O desejo e a lei. Modalidades do desejo. O desejo insatisfeito, o impossível e o prevenido. Desejo e gozo. Você quer o que deseja?
Leny Magalh„es Mrech



14h30 Neurose, psicose e perversão
Nosologia e nosografia freudiana e lacaniana. A metáfora paterna e suas vicissitudes. O esquema R. A significação fálica. Recalcamento, forclusão, recusa. O recalque e o retorno do recalcado. O que não é simbolizado retorna no real. O fetichismo. Novas formas do sintoma.
Ariel Bogochvol



15h15 Sintomas e fantasia
Sintoma e fantasia. Sintomas típicos e o caso único. A lógica da fantasia. $ <> a. Forma e formação do sintoma. Sintoma histérico, fóbico, obsessivo. A angústia. Os fenômenos psicóticos. O sintoma como mensagem. A decifração do sintoma. A travessia do fantasma.
Ariel Bogochvol

 

16h30 A transferência e o sujeito suposto saber
No início era o amor. Um amor que se dirige ao saber. Transferência simbólica, imaginária e real. O matema da transferência. Histerização do discurso. A transferência negativa. Contra a contratransferência. Interpretar na transferência e não a transferência. A palavra e o gesto do analista.
Claudia Riolfi


17h15 A direção do tratamento
Psicanálise pura e aplicada. Indicações e contra-indicações. Sem standards mas não sem princípios. Qual o objetivo do tratamento analítico? Como terminam as análises? O decifrável e o indecifrável. O curável e o incurável. O que é ‘ser analisado’? Os impasses da primeira clínica.
Jorge Forbes


18h Conclusões e debates

19h Encerramento

Coordenação Geral: Jorge Forbes
Coordenação do Curso: Ariel Bogochvol

Realização: IPLA – Instituto da Psicanálise Lacaniana
Local: Rua Augusta 2366, casa 2, São Paulo


Informações e Inscrições: na sede do IPLA
ou pelos telefones (11) 3061 0947 e 3081 6346

Taxa: R$ 70,00
Alunos do IPLA e estudantes universitários até 25 anos de idade: R$ 50,00